domingo, 10 de novembro de 2019

PESQUISAS CIENTÍFICAS

O ponto mais remoto do território brasileiro está a 1.000 km no meio do oceano atlântico
e corresponde ao arquipélago de São Pedro e São Paulo formado por 10 pequenas ilhas .
Com saída de Natal no Rio Grande Do Norte , o navio patrulha da Marinha Brasileira faz
o percurso em direção a África em dois dias e chega ao conjunto rochoso em alto mar .
Ali é mantido um posto avançado da marinha que constitui-se território nacional e serve
especialmente para pesquisas científicas que estudam a biodiversidade da vida marinha .
Toda a manutenção do arquipélago é feita pela Marinha que mantém ainda um Projeto
de Pesquisa Científica em parceria com as universidades brasileiras explorando  todos
os animais que vivem no mundo sub-aquático em torno das ilhas , bem como seu modo
alimentar de subsistência , sua reprodução e adaptação aos contornos dos rochedos .
O conjunto localiza-se próximo ao equador e está exatamente no meio da distancia entre
a costa brasileira e a costa africana , ocupando pequenino espaço no imenso mar azul .
A administração é de competência da Marinha Brasileira que recebe os pesquisadores
nas áreas : Geologia , Engenharia de Pesca , Biologia Marinha , Estudos Meteorológicos .
Os projetos de estudos comportam até quatro ( 4 ) pesquisadores em cada área , sendo
fornecida pela MB toda a logística , acolhimento e manutenção no arquipélago por 15
dias tudo de acordo com o planejamento estratégico previamente estabelecido em terra .
Destaque-se que por estar localizado no meio do oceano , o conjunto de ilhas é ponto
de passagem obrigatória de grandes cardumes de tubarões , delfins , atuns , cavalas e
outras espécies que povoam as correntes marinhas em suas migrações à procura dos
nutrientes necessários à sobrevivência natural na vida oceânica .

Estudo Geológico é destaque nas pesquisas realizadas por geólogos e paleontólogos .
A formação rochosa do arquipélago é uma das mais raras existentes no mundo e sua
constituição é resultante do afloramento direto do manto suboceânico originando-se
nas profundidades abissais onde predominam as rochas plutônicas as quais saem das
grandes profundezas e sobem à superfície , movidas por pequenos terremotos que
movimentam o assoalho marinho . . .
Esse relevo tão especial que conforma as ilhotas só a elas pertence e podem ocorrer
alguns fenômenos naturais quais sejam :
01 - Pequenos terremotos de baixa intensidade sismológica , sendo as ilhas que
       compõem o arquipélago a única fração do nosso território que sofre abalos
       com certa frequência .
02 - A existência de um paredão rochoso a menos de 1 km das ilhas que desce a
       uma profundidade de cerca de 4.000 metros , dado comprovado por aferição
       através de navio oceanográfico da Marinha Brasileira .
03 - Enriquecimento nutritivo das águas ao redor do arquipélago advindo das
       ressurgência existentes oriundas das profundezas combinadas com constantes
       correntes oceânicas , fruto da proximidade com a área da linha do Equador .
Assinalamos que a Estação de Pesquisa Científica da Marinha foi inaugurada em
25 de junho de 1998 e conta com a presença permanente de pesquisadores das
universidades brasileiras e militares da Marinha fazendo a segurança do local .

Pesquisas nos Sites :   google Ilhas Oceânicas Brasileiras  - Imagens do google
Vídeo do Youtube  :    20 anos da Estação Científica de S Pedro e S Paulo .

                                       
                                                 Jerônimo Furtado Sales








                            https://www.youtube.com/watch?reload=9&v=OD-EDPc2LFU

                                 Use fone de ouvido e veja vídeo em modo tela cheia .



quinta-feira, 7 de novembro de 2019

JAZIGOS FÓSSEIS

Houve um tempo transcorrido há milênios , em que manadas inteiras com centenas
de animais gigantes , migraram vários meses procurando alimento e água abundante .
Ao terminar a migração encontraram fontes de água corrente e fartura de alimento .
A região onde permaneceram e viveram os animais da pré-história é exatamente a
que corresponde hoje o município de Itapipoca localizado na região norte do Ceará .
Ao sopé da serra de Uruburetama distando 130 km da capital , encontramos ali um
ambiente propício que acolheu segundo estudos paleontológicos  animais gigantes
da megafauna , concentrados numa área riquíssima em depósitos fossilíferos onde
foram encontrados jazigos de animais como mastodontes , preguiças , tigres dente
de sabre , jacarés , tatus , ursos , milhares de outros animais de menor porte  .
Numa área específica com 25 quilômetros quadrados , dentro da reserva fóssil de
nome conhecido por " Jirau " , encontramos os famosos tanques petrificados que
formam nominados pelo geólogo e paleontólogo Celso Ximenes como cemitério
fossilizados da megafauna .
Esses tanques formam verdadeiras piscinas naturais com capacidade de acumular
mais de duzentos mil ( 200 ) litros de água da chuva com profundidades variando
de seis a dez metros , onde muitos animais gigantes ao matar a secura caiam em
valas enormes e não conseguiam mais sair delas , morrendo em seguida .
Daí a denominação de " Jazigos Fósseis " , pois nas escavações recentes foram
encontrados esqueletos inteiros de animais soterrados dentro dos tanques .
Uma equipe de cientistas composta por geólogos , paleontólogos , geógrafos e
arqueólogos , acompanhada de repórteres do Diário do Nordeste visitou o local
acima descrito , encontrando uma paisagem cinematográfica em plena caatinga
nordestina . Enormes fendas de granito distribuídas ao nível do solo , outras em
elevações de até 50 metros formando morros , também com piscinas naturais .
Toda essa formação geológica está situada entre dois vales fluviais sendo um
grande depósito ou jazigo de animais mortos e fossilizados a milênios .
Comprovaram os cientistas e estudiosos , que ali estão guardados os vestígios
mais importantes da " Megafauna " composta de grandes mamíferos que habitaram
a América do Sul , ocorrência essa registrada em terras da região de Itapipoca .
Vele salientar ainda , segundo pesquisas científicas atuais , os animais gigantes estão
sendo encontrados em toda a região nordestina do Piauí até o estado da Bahia .

Pesquisas Sites :  diariodonordeste .com.br Ed . 13 / 01 / 2007 - Imagens do google .
Anexo vídeo do Sistema G1 / Pe . Sobre os jazigos fósseis na região de Caruaru .


                                                   Jerônimo Furtado Sales








http://g1.globo.com/pernambuco/videos/v/seca-revela-fosseis-de-animais-pre-historicos-no-agreste-de-pe/2568843/

               Use fone de ouvido e veja vídeo no link acima , use modo tela cheia .






domingo, 27 de outubro de 2019

CELSO XIMENES

Algumas informações do grande trabalho de pesquisa científica realizada pelo Paleontólogo
Doutor Celso Lira Ximenes , sobre a importância da região de Itapipoca onde há milhares de
anos existiu a Megafauna habitada por animais gigantescos , como indicam ossadas ou parte
delas encontradas nas escavações que já foram realizadas nos 7 ( sete ) sítios paleontológicos .
Inicialmente Celso Ximenes graduou - se em Geologia pela UFC  1990 a 1995 Fortaleza  CE .

Cursos de Especialização e Pós - Graduação :

01 - Curso de Doutorado pela Universidade Federal do Ceará 2011 / 2016  com Título em
     " Os paleovertebrados da região de Itapipoca Nordeste do Brasil . Uma visão regional
       do ambiente no final do Pleistoceno . Maria Somália Sales Viana .
02 - Especialização em Petrofísica aplicada à avaliação de formações .
       2007 - 2008  Universidade Estadual de Campinas SP.
       Título : Estudo petrofísico de arenitos argilosos produtores de óleo com baixa resistividade
        da Bacia do Recôncavo . Orientador : Nilson Rodrigues Cunha
03 - Especialização em Pós - Graduação em Geociências
       1996 - 1997 Universidade Federal do Rio Grande do Sul .
       Título : Mamíferos Fósseis da Lagoa do Osso , Pleistoceno de Tururu - Ceará .
        Orientador : Jorge Ferigolo
04 -  Pós - Doutorado na Universidade do Estado do Rio de Janeiro - UERJ  2017
        Título : Grande Área de Ciências Exatas e da Terra .
05 -  Mestrado em Desenvolvimento e Meio Ambiente - Universidade Federal CE
        2000 - 2003 . Título : Proposta Metodológica para um programa de micro -
        reservatórios alternativos de água nos sertões semi-áridos brasileiros , associado
       ao resgate de fósseis . Ano de obtenção  2003 .
       Orientadora : Vládia Pinto Vidal de Oliveira .
06 - Especialização em Projeto de Análise de Bacías Geológicas de Petróleo
       2006 - 2006  Título : Estatigrafia de sequências aplicada a plataformas carbonáticas
       de margem passiva e sua contribuição na predição de sistemas petrolíferos associados .
       Orientador : Gerson José Salomoni Terra e René Rodrigues .
07 - Graduação em Geologia - Universidade Federal do Ceará  1990 - 1995
        Título : Geologia de uma área localizada na porção norte dos municípios de Tururu
         e Itapipoca CE - caracterização de seus jazigos fossilíferos .
         Orientador : Eva Batista Caldas .

Após uma demorada pesquisa sobre os estudos , as pesquisas e trabalhos científicos produzidos
pelo ilustre Geólogo e Paleontólogo cearense Celso Lira Ximenes , verificamos ser sua primeira
produção científica a  " Monografia realizada em 1994 para seu Curso de Graduação na UFC cujo
tema foi o mapeamento de ocorrências de fósseis no lugar Lagoa do Osso no município de Tururu .
O projeto recebeu a denominação de " Mamíferos Fósseis do Ceará " em parceria com o DNPM " .
Já graduado em Geologia , Celso Ximenes de 1996 a 1999 trabalha o Projeto de Pós - Graduação
na Universidade Federal do Rio Grande do Sul , cujo título foi novamente " Mamíferos Fósseis do
Ceará " .
Paramos por aqui , pois seria muito extenso desenvolver o brilhante estudo e trabalho científico
do Paleontólogo em destaque na postagem de hoje .
Finalizo dizendo que , Celso Ximenes é orgulho para a ciência cearense e brasileira , um ícone e
referencial , quando o assunto diz respeito aos fósseis de animais que ocuparam a região norte do
nosso estado , mais precisamente na região conformada nos limites geográficos dos municípios
de Itapipoca e Tururu .

Pesquisa Sites  :  www.escavador.com  www.diariodonordeste.com   dados/imagens do  google 
                            Vídeo do Youtube - Paleontologia e os achados no Rio Grande do Sul .


  Jerônimo Furtado Sales                   










                                      https://www.youtube.com/watch?v=NRHzZaQBisE

            Use fone de ouvido e veja vídeo no link acima no modo tela cheia .

quarta-feira, 23 de outubro de 2019

FÓSSEIS DE ITAPIPOCA

O potencial paleontológico no município de Itapipoca na Ceará é algo surpreendente .
Segundo os estudiosos em paleontologia e especialistas afins , desde 1961 começou o
interesse na pesquisa científica de geólogos , paleontólogos e arqueólogos em várias
localidades que conformam a área geofísica municipal .
A cerca de trinta mil anos em passado muito remoto , circularam por diversos pontos
da região animais de grande envergadura com peso de três toneladas como foi o caso
dos mastodontes parentes dos elefantes atuais , das preguiças gigantes e tigres dentes
de sabre . Esse enormes animais pré-históricos eram parte da Megafauna ali existente .
Pesquisas realizadas nas últimas décadas comprovaram através dos diversos achados
de fósseis escondidos nos tanques naturais fossilizados , formados por depressões que
se originaram nas próprias rochas há milhares de anos . Ossadas e restos de animais
mortos foram arrastados pela força das águas para dentro dos tanques naturais .
Pelo estudo realizado , foram descobertos 7 ( sete ) sítios geológicos a saber :
1 - Barra do Sororó
2 - Jirau
3 - Coelho
4 - Cajazeiras
5 - Pedra De Água
6 - Lajinha
7 - João Cativo

Já foi catalogado pelos pesquisadores científicos , vinte espécies de animais diferentes da
pré -história da megafauna com os seguintes nomes : eremotério também conhecida com
o nome de preguiça gigante , pampetério conhecido como tatú gigante ,  mastodonte , e ainda
o xenorinotério , paleocavalo , a paleolhama e o tigre dentes -de-sabre .

Pesquisas Sites :  geociencias.usp.br  diariodonordeste.com.br
imagens do google / facebook


Segundo o paleontólogo Celso Ximenes a região é muito rica no povoamento de fósseis onde
já foram descobertos e retirados do subsolo mais de quatro mil ( 4.000 ) peças raras .


                                       Jerônimo Furtado Sales











segunda-feira, 14 de outubro de 2019

MEGAFAUNA DE ITAPIPOCA

O sitio paleontológico de Itapipoca no Ceará foi descoberto em 1961 por dois paleontólogos
fluminenses Carlos de Paula Couto e Fausto Luiz de Souza Cunha .
Naquele ano , eles chegaram com a missão científica de explorar uma área no município de
Itapipoca de 800 quilômetros quadrados , que no futuro viria a ser reconhecido como um dos
mais importantes centros paleontológicos do Brasil .
Foram encontrados neste sitio milhares de fósseis datados de mais de 30.000 anos , indicando
a presença de uma megafauna com animais gigantescos que bebiam duzentos litros de água
por dia e comiam trezentos quilos de folhas .
Esses animais de tamanhos descomunais apontam o estudo de que fizeram migração em época
de grande estiagem em passado remoto , encontrando no sertão norte cearense uma grande
fartura de água e comida , fazendo com que permanecessem na região .
A descoberta da presença desses animais gigantes e de um ambiente completamente diferente
dos tempos atuais , faz crer , que trata-se de um local cujo valor científico é imensurável .
O Pós - Doutorando Celso Lira Ximenes  pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro , é
um dos mais importantes paleontólogos brasileiros , atua no sitio paleontológico de Itapipoca .
Com trabalhos publicados a mais de três décadas , revela dentre outras coisas que pode estar
ali a explicação do início do semiárido nordestino , ocorrência de milhares de anos passados .

Pesquisas nos sites :   geociencias.usp.br   diariodonordeste.com.br    Imagens do  google

                                   
                                                   Jerônimo Furtado Sales







domingo, 29 de setembro de 2019

CAVERNAS

O homem mesmo com os avanços tecnológicos , mesmo já tendo conquistado o espaço sideral
e desvendado muitos segredos do universo estrelas e galáxias , tendo descoberto o que ocorreu
há milhões de anos na terra , ainda não desvendou todos os segredos escondidos nas cavernas espalhadas no subsolo do mundo inteiro .
As cavernas são na realidade cavidades naturais subterrâneas que contém em seu interior uma
grande quantidade de informações científicas ao serem exploradas pelos espeleólogos e ainda
pelos geólogos guardando em suas entranhas segredos compostos pela natureza nunca vistos .
Abrigam em seu interior uma gama complexa de formações geológicas , com cenários naturais
deslumbrantes , além de conterem riquezas minerais em seus ecossistemas únicos , além dos
achados científicos de grande interesse paleontológico , paleoambientais e arqueológicos .
Despertam também demonstrada curiosidade dos espeleólogos , com desejo de exploração nos
vários matizes como por exemplo científico , turístico e comercial como é o caso da mineração .
Os espeleólogos conjuntamente com os geólogos ao penetrarem nas cavernas , pela primeira
vez , desvendam a cada passo galerias , passagens e rebaixamentos subterrâneos jamais vistos .
Podem descobrir formações geológicas desconhecidas , bem como várias formas de vida .
Ao explorarem o que existe nas cavernas , procedem a uma única e excitante experiencia .
Na maioria das vezes o ambiente é hostil no mundo subterrâneo , com ausência completa de luz , temperatura diferente da superfície , enfrentando os desníveis existentes no trajeto exploratório
em função do teto rebaixado pela própria natureza , mas , os espeleólogos nunca desistem . . .
Nas cavernas podem existir trechos de rios , passagens de água oriundas de lagos ou mares ,
bem como cachoeiras pelo desnivelamento de sedimentos e passagens sifonadas esculpidas
pela natureza há milhões de anos .
Mostramos nesta postagem , vídeo captado do Youtube com tomadas da caverna mais visitada
do Ceará , até o presente momento , a conhecida  " Gruta de Ubajara  " , uma magnífica obra
da natureza que levou 400 milhões de anos para que a água perfurasse a rocha calcária e fizesse
uma das mais belas esculturas naturais subterrâneas que se tem conhecimento no Ceará .

Pesquisas nos Sites :   geociencias.usp.br  -  google  -  imagens  do google
Vídeo do Youtube  :    Gruta de Ubajara - CE .

                                           
                                              Jerônimo Furtado Sales


                   
                                     
                                   
                                      

                                      

                                 https://www.youtube.com/watch?v=jhs-xstTkks

           Use fone de ouvido , veja vídeo no link acima , em modo tela cheia .






terça-feira, 24 de setembro de 2019

UNIVERSO

Ao falarmos sobre o universo , diríamos que a  medida dimensional é a velocidade de
tempo que a luz percorre ( 300.000 km/s ) , no exemplo a distancia do afastamento da
terra à lua corresponde a um segundo a/luz .
Já a distancia da Terra até o Sol leva oito minutos luz , entretanto considerando - se na
escala do universo , a velocidade luz é de baixa intensidade devido ao tempo para que
seja percorrida , com as informações chegando em ritmo temporal muito antigo .
O universo possibilita uma série de indagações e questionamentos sobre sua formação .
Ao observarmos o céu à noite vemos que as estrelas concentram-se em uma faixa que
se estende como um imenso círculo em volta da abóbada , conhecido na antiguidade
pelo nome de Via - Láctea .
Por volta do ano 1750 Thomas Wright observou que as estrelas estavam agrupadas em
uma espécie de bolo achatado , e dentro deste grupo , haveria o Sistema Solar aonde
elas estariam reunidas .
Modernamente os astrônomos consideram a Via Láctea como um disco chato possui
um diâmetro de mais de 100.000 a/luz com espessura de 6.000 a/luz .
O Sistema Solar está situado a uma distância de 30.000 a/luz do centro do disco , para
o norte do plano mediano .
O disco da Via Láctea está em rotação permanente , com uma velocidade de 250 km/s
apresentando gigantescos braços espirais .

Pesquisas nos Sites :     geociencias.usp.br   -   google   -  imagens do google
Vídeo do Youtube   :     Via Láctea e as Galáxias .


                                                        Jerônimo Furtado Sales .






                                https://www.youtube.com/watch?v=d-Z-krTndVk

         Use fone de ouvido e veja vídeo no link acima .  - use modo tela cheia